Recorte 11

Recorte-10Bowie. Ouvi muito pouco dele, acompanhei muito pouco de sua trajetória, mas estou de luto. Não chorei, não deixei de lavar o banheiro por causa da notícia, mas em meu íntimo me sinto… órfã. Ao contrário do que os fãs nos acusam, de oportunistas da morte, não lamento para parecer cult. O que acho triste é que eu não tenha mais a possibilidade de conhecê-lo. Como artista, as músicas dele estarão para sempre por aí. As ouço exatamente agora, mas isso não me alivia. É que como pessoa, porém, jamais poderei tomar um chá com ele. No universo das possibilidades, essa era uma chance em um trilhão. Agora, porém, ela não existe mais. Todos dias os ídolos morrem. A cada hora perco mais dessas possibilidades de encontrar com astros. Mesmo tendo essa consciência,  não choro. Há algo que me deixa aliviada: todos os os dias ídolos nascem.

Anúncios