Nota do autor – Prêmio Dardos

premio dardos a tobogã

Interrompo novamente a narrativa para fazer um balanço das realizações de ‘A Tobogã’. Depois de ganhar uma reportagem na Academia Literária DF (confira aqui) e de ter um texto escolhido para ser divulgado pelo projeto Leitura de Bolso, o blog foi indicado ao Prêmio Dardos pelo blog Depois de Nós, da querida Joydaviz. Não conhecia a fabulosa corrente de indicações de leitura proporcionadas pelo prêmio, mas a própria Joy explica:

“O Prêmio Dardos é um selo virtual criado em 2008 pelo escritor Alberto Zambade, do blog Leyendas de “El Pequeño Dardo” El Sentido de las Palabras. Ele escolheu e indicou o selo a quinze blogs, os quais também deveriam indicar outros 15 e assim sucessivamente, formando uma extensa cadeia na internet.”

prc3aamio-dardos

Como todo prêmio que se preze, o Prêmio Dardos também tem as suas regras. O premiado tem que: 1) indicar blogs criativos que trabalhem bem com a palavra para transmitir  princípios culturais, éticos, literários e etc. 2) Exibir a imagem do selo do prêmio. 3) Mencionar o blog de que recebeu a indicação e inserir o link dele e 4) avisar aos blogs eleitos por você.

Dito isso, vamos aos meus 15 premiados, distribuídos em ordem aleatória e com os autores citados de acordo com as postagens que leio, podem haver outros responsáveis por cada página:

  1. 1001 livros brasileiros para ler antes de morrer – de Valnikson. Um projeto sensacional e necessário em um país que pouco (se) lê. A seleção muito corajosa é de extrema qualidade.
  2. Lendo & cozinhando – de Malu Barroso. O que dizer de um site que junta duas paixões com tão afinada dosagem? Só elogios.
  3. Fora de Nárnia – de PsWillian. Um relato pessoal sobre a vida desenvolvido com tanta poesia que parece falar não só sobre uma vida, como sobre todas. Dá vontade de reblogar todos os textos.
  4. De tudo um pouco – de Wallace Arantes, faz jus ao título. Uma seleção de notícias de cultura pop permeada por muito bem selecionadas postagens de outros blogs.
  5. Mêguardachuva – de Mê. Com dicas de filmes, livros, mas, principalmente, os melhores e despretensiosos versos românticos.
  6. Satãnatório – de Jaírlos. Já valia a pena seguir apenas pelo trocadilho do título, mas o humor ácido e a escrita veloz se desenvolvem por todo o resto do site. Cada textão vale a pena.
  7. Pitacos culturais – de Luciane Gunji. Resenhas de livros e seleções de frases tão bem amarradas que quase valem não são meras indicações, são elegias.
  8. Lendo Muito – de Alex André: Os melhores acrósticos. Ponto. – de Annielightwood: acompanhando atenciosamente o folhetim ‘Os diários de Helena’
  9. Caneta Nerd – de uma porção de gente legal. O melhor do entretenimento a cada clique.
  10. Santas e Loucas – de Mel. A melhor pessoa para falar de relacionamentos. Os conselhos sentimentais são tão bons que ela tinha que ter um programa de auditório só para atender mais gente.
  11. Fabulônica – de Juliana Lima. Apesar do visual pouco atraente (gosto pessoal), tem textos ótimos, resenhas incríveis e as melhores participações da Quinta Autoral.
  12. Sacudindo as ideias – de Roseli Pedroso. Os textos sóbrios e bem construídos são sempre um convite à reflexão. Me identifico com cada vírgula.
  13. Uma viagem apaixonante – de Karoline Chicosky. Comecei a acompanhar recentemente o site, mas já o uso como guia para futuras leituras juvenis.
  14. Aquecedor da alma – de Margarida Salvador. Da vontade de fazer um poster com cada frase tamanha riqueza do trato com as palavras.
  15. JKMonde –de Jak. Textos inspirados, poemas sábios, e receitas que dão certo (além do design lindo).

Menções honrosas: Já premiados por Joy, preferi não repetir na lista quatro blogs, que, ainda assim, estão no topo de minha lista de leituras WLD Exilado, A Louca do Café, O eu- insólito e Devaneadora de Ideias

Anúncios