Entrecapítulo 15/16

Recorte-49

 

Trilha sonora do dia: Vista pro mar – Silva

“Como era bobo Bentinho, que não reparava que eu vivia costurada a ele, elogiando seus cabelos e pegando todo tempo em sua mão para sentir sua pele .”

Saiba como acompanhar a história

Leia o Capítulo 15

Que frase difícil de decorar. Estirada no banco como se trajasse biquíni e não calça jeans, tentava me concentrar no texto e memorizar minhas falas. Meu estômago roncava tão sonoramente, porém, que conseguia pensar em como era triste não ter dinheiro no bolso além do do ônibus.

– Você aceita?

Me levantei. No banco inferior ao que eu estava estendida como uma camleoa estava Mr. M comendo um apetitoso cacho de uvas verdes, úmidas de um orvalho que vencia a secura do clima do planalto. Minha boca encheu-se daquela água.

 

“Estava Mr. M comendo um apetitoso cacho de uvas verdes, úmidas de um orvalho que vencia a secura do clima do planalto. Minha boca encheu-se daquela água.”

 

– Aceita?

– Não.

Me movimentei fingindo que queria sentar reta, mas era só desculpa para que me afastasse da desconcertante presença das uvas – e dele.

– Precisa de ajuda com o texto? – insistiu.

– Preciso de concentração.

Ele não disse nada, apenas levantou as sobrancelhas chocado por minha grosseria. Virou o olhar para as quadras e não voltou a falar comigo ao longo dos eternos 10 minutos que tivemos até começarem os ensaios. Acabei esquecendo até o texto que já havia decorado e tive que ensaiar de papel na mão.

Anúncios