Recorte 47

Recorte-54

Arte não se trata de mágica. Não escrevo por talento. As palavras tem uma ordem, um significado, um ritmo. Encontrá-lo exige disciplina, exige técnica. Não componho por inspiração, tampouco. Cada acorde tem seus dominantes, seus pedidos, sua fórmula. A inspiração talvez seja a que dá a primeira nota, o restante vem como trabalho, regido por regras.

As regras garantem que o que você está fazendo ficará bom, que as pessoas irão gostar. Edita-se, lapida-se, até que no fim há um texto bom, uma música boa – e que muitas vezes teve seu lampejo inicial descartado no resultado final. Nem sei como seria fazer uma música apenas batendo as cordas do violão. Escrever apenas correndo pelas teclas, sem ler o que se passou. Não sei o que é ter talento.

Anúncios