Entrecapítulo 24/25

Recorte-500

Saímos eu e Guilherme – como sempre para o cinema. Saímos apenas para cumprir essa obrigação etérea que casais de namorados têm de estarem sempre juntos. Dessa vez ele não comprou pipoca, muito menos colocou nada entre as pernas como ele costumava fazer. Na telona passava ‘Scarface’ e se eu não estava gostando, obviamente ele amava. Não conversávamos direito desde que a vida dos meus amigos se tornou uma montanha russa emocional – era um grávido, outro indo embora e Guilherme sem mostrar um pingo de compreensão. Quando os créditos começaram a subir, ele levantou-se da cadeira e beijou a minha testa, não sei se em sinal de respeito ou de provocação. Falando alto, disse “vamos!”, assim mesmo, conjugando o imperativo como a ordem de um general. Não fiz escândalo, mas aquilo me espumou a boca.

Anúncios